Relaxar
25/03/2013

– Ultimamente tenho me sentido estranho.

– Porque?

– É que parece que eu tenho feito muita coisa na minha vida, mas não tenho me sentido tão cansado.

– Não se sente cansado ou não se sente estressado?

– Acho que estressado!

– Hum… poxa, mas que coisa boa isso! O que tem de estranho?

– Pois é né? Eu não sei ao certo… mas parece que eu tinha que estar super estressado para as coisas estarem saindo desse jeito, mas como não estão me sinto estranho.

– Como você se sente?

– Tranquilo… relaxado… eu estou correndo e de noite capoto na cama… sinto o cansaço, mas sem aquela pressão que eu sentia antes.

– Entendi… e, se não me engano este era uma das suas metas aqui não é? “Fazer as coisas de forma mais leve”.

– É verdade… mas é estranho… é diferente…

– Com certeza, agora temos que começar a te ajudar a entender este “estranho” e torná-lo “familiar”, que tal?

– Eu acho bom!

Queremos trabalhar, estudar, fazer amigos, sair, ter uma boa condição física, viajar e… e… e… e… E mais um monte de coisas.

Nada de errado com isso, mas, como isso está, de fato, melhorando a sua vida? Como você vive estas coisas todas? São apenas mais uma carga de pressão social que você resolveu colocar sobre seus ombros ou é algo que realmente “alimenta a sua alma”?

Hoje relaxar tem uma conotação ou de férias ou de vagabundagem. Creio que precisamos reviver o conceito de “cansaço” em oposição ao conceito de “ficar estressado”. Todos sabemos que o estresse possui um componente psicológico e emocional muito forte no sentido de que a percepção que a pessoa tem das situações e sua capacidade de lidar com elas influenciam diretamente a quantidade de “estresse” que ela irá sofrer ou suportar.

Quando as pessoas começam a se conhecer mais, compreender melhor as suas reações e perceber onde, de fato, precisam investir a sua energia elas começam a “fazer mais coisas” e de forma mais relaxada. Este “relaxado” não é igual à sair de férias, ou fazer corpo mole, é, simplesmente, realizar o que tenho para fazer sem tensões extras. Focar nos problemas e resolvê-los, aprender a lidar com preocupação, ansiedade de modo que estas emoções não atrapalhem o que você está fazendo agora. Isso é relaxar ao fazer, é estar num estado de “alerta relaxado”, alerta porque você precisa prestar atenção ao mundo e reagir à ele, relaxado pois você não cria tensões, apenas usa a sua energia para a ação.

Quando vamos fazer um esporte radical pela primeira vez, por exemplo, é normal ficar com o corpo todo tenso, por causa do medo. Esta tensão se soma à tensão do esporte em si, causando um desgaste ainda maior. Já quando estamos acostumados com o esporte e conseguimos relaxar nosso corpo ainda temos o desgaste do esporte, mas não temos mais o da tensão que o medo criava. Essa é  a diferença! Começamos, então a usar a energia e gerar energia positiva que nos motiva e nos deixa alerta ao invés de criar tensão desnecessária.

Abraço

Visite nosso site: http://www.akimneto.com.br

%d blogueiros gostam disto: