Insegurança

– Não estou muito certo do que vai acontecer sabe?

– Com certeza que sei… é uma situação totalmente nova para você!

– Eu me sinto meio inseguro com isso e não queria me sentir assim!

– Porque não?

– Ah, porque é ruim se sentir inseguro…

– Hum, concordo que não é muito prazeroso, mas você percebe que está super adequado sentir-se assim?

– Não, como assim?

– Ora, é simples: ao entrar em uma situação nova, na qual você tem que aprender várias coisas novas é esperado a sensação de insegurança, visto que você não está seguro do que fazer e do como fazer de fato.

– Hum… mas eu não gosto de me sentir assim.

– Entendo, e então o que você tenta fazer com a sensação?

– Sei lá… tento não pensar nela…

– E ajuda?

– Não muito.

– Posso dar uma sugestão?

– Pode!

– Como seria se, ao invés de tentar burlar a insegurança, você aceitasse que não sabe fazer o trabalho direito e começasse a se dizer que não sabe e que precisa aprender e então, ao final do dia fazer um retrospecto para ver o que aprendeu naquele dia?

– (pensativo) Acho que seria mais interessante… eu ia sentir que o dia teria rendido mais… acho até que ia me empolgar de uma certa forma…

Não acredito em sentimentos positivos ou negativos. Creio que existem emoções que são mais desgastantes e outras que são menos desgastantes, algumas são reparadoras. E também acredito que para cada emoção existem respostas que são úteis e respostas que não o são e  que isso é o que de fato determina se a emoção vai desgastar a pessoa ou não.

A insegurança, por exemplo, é uma emoção muito comum em nossos dias. Sentir-se inseguro é quase certo para todos os seres humanos porém a freqüência e intensidade hoje são muito mais evidentes. Por isso é importante aprender mais sobre esta emoção.

A insegurança como o nome já diz é quando não nos sentimos seguros. E quando nos sentimos seguros? Quando sabemos o que vai acontecer, quando temos os comportamentos adequados para uma dada situação, quando sabemos o que queremos. A insegurança vem quando não sabemos muito bem o que irá ocorrer, quando não sabemos como nos defender disso, quando não temos os comportamentos adequados para uma dada situação. Nestas situações é esperado que a emoção da insegurança venha, no sentido de: eu, de fato, não sei o que fazer.

No entanto, como respondemos adequadamente à esta frase “não sei o que fazer”? Aprendendo. Aprendizado é “antídoto” contra insegurança. Ao aprendermos sabemos o que fazer, ficamos seguros sobre como reagir. Por isso se você se sente muito inseguro busque por aprendizados que vão guiar você à “saber o que fazer”. Anote perguntas e responda essas perguntas para você mesmo, isso aumenta a segurança e muitas vezes começa a criar um clima descontraído, de jogo e aprendizagem. Todo bom líder confia na sua capacidade de fazer perguntas inteligentes e respondê-las, aprenda a fazer isso!

Abraço

Visite nosso site: http://www.akimneto.com.br

There are no comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: