Problema de peso

– Então os resultados estão sendo bons. Antes de comer agora eu penso e… estou fazendo como você falou… se não me sinto bem com o resultado não como aquilo e como outra coisa.

– Ótimo, bem, como você bem disse os resultados estão sendo bons.

– É… bem… na verdade é assim, eu estou meio ansioso com isso.

– O que está te deixando ansioso?

– Por exemplo: sexta agora eu cheguei em casa do trabalho e geralmente pedia uma pizza para comer vendo um filme. Daí não pedi a pizza porque eu quase sempre ficava mal comigo mesmo sábado de manhã quando me pesava.

– Ok, e o que te deixou ansioso?

– Então… eu não pedi a pizza, mas peguei um filme para ver… no meio do filme deu uma solidão sabe? Tipo foi muito ruim ver o filme sozinho aquele dia! E isso que o filme nem era triste, era de aventura!

– Hum, entendi perfeitamente. E aí, o que você entendeu disso aí?

– Ah, sei lá… na verdade fiquei triste só.

– Então era tristeza e não ansiedade?

– É, depois eu fiquei ansioso, tipo: porque estou me sentindo desse jeito?

– Entendi, e qual foi a sua conclusão?

– Não sei… solidão? Tipo: sempre fico sozinho comendo pizza sexta à noite?

– Faz sentido para você isso?

– Faz.

– Me parece que esse é o caminho não é?

– É.

– Ao tirar a sua pizza você sentiu-se só, antes a pizza te fazia companhia, mas tirando ela, ficou só. Que tal mudar isso?

– É… é um bom tema… eu acho que chegou a hora de eu começar a fazer amigos mesmo…

– Pelo jeito não é um tema de hoje  não é?

– Não… já faz tempo isso…

– Bom, nunca é tarde para começar não é?

– É, chegou a hora!

Questões relacionadas à peso dificilmente possuem um fator apenas orgânico. Geralmente vários fatores psicológicos estão envolvidos. Porque? Simples: pois o problema, na maior parte dos casos é o comportamento de comer em excesso. Excluindo casos em que a pessoa possua algum problema físico, tais como: hipotireoidismo, diabetes ou síndrome metabólica; o restante são questões que são resolvidas com mudanças de hábitos.

Nenhum hábito se forma por acaso, está associado à vários fatores: estilo de vida da pessoas, suas facilidades e dificuldades de vida social, profissional e pessoal, crenças, ambiente e fatores emocionais. No caso acima, por exemplo, a pizza era um comportamento – um hábito – que estava associado ao fato da pessoa não ter muitas habilidades desenvolvidas para conhecer e manter relacionamentos de amizade e namoro com outras pessoas, esta dificuldade se organizou de forma a trocar a busca de novas pessoas – dificuldade – por passar na locadora e pegar uma pizza – facilidade – e assim ficou. Para mudar o hábito não basta apenas parar de pegar a pizza, é necessário, também, começar a aprender como fazer amigos, manter relacionamentos e toda a sorte de comportamentos e habilidades que a vida em grupo necessita.

Lembre-se sempre de que o peso é o menor dos problemas, o maior e mais importante é comportamento que cria o peso. Peso não é causa de problema, mas sim conseqüência. Conseqüência de uma alimentação inadequada, de uma vida estressada, de uma vida com poucos amigos ou horizontes, de muita ansiedade, enfim, dos vários fatores que criam o problema do comer de forma inadequada.

E você: quais comportamentos deveria modificar para ter uma alimentação mais adequada? O que será que cria este hábito?

Abraço

Visite nosso site: http://www.akimneto.com.br

There are no comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: