Educando pais

– Pois então Akim, fiz o que combinamos e está dando muito certo sabe?

– Ah, é, que beleza, me conte mais sobre isso

– Então, eu comecei a tratar meus pais de forma diferente, comecei mesmo a ensinar para eles que eu estou ficando adulto.

– Perfeito, e como você fez isso?

– Esta semana comecei com duas coisas: consegui não explodir com eles quando eles me criticavam ou quando me davam um corte, sentei e conversei com eles “adultamente” sobre o que estava acontecendo.

– Opa, olhe que maravilha! E o que mais?

– Então, junto com isso eu comecei a falar sobre os meus planos para o futuro, foi bem legal, eles deram algumas dicas para mim e me perguntaram bastante coisa.

– Olhe só hein? Show de bola!

– Pois é, estou me sentindo bem mais adulto com isso (risos)

– Eu imagino.

Tornar-se um adulto é um processo. O adulto é aquele que é responsável por suas decisões e pelas conseqüências destas. Muitas vezes este processo é turbulento tanto para pais quanto para filhos. E porque não seria? Afinal de contas existem uns 15, 20 anos de hábitos enraizados que, de uma hora para outra, precisam mudar.

Daí que o “adultecer” deve ser aprendido tanto por pais, quanto por filhos. Com os jovens tenho trabalho no sentido de “educarem os pais” de que eles estão se tornando adultos. Como educar? A partir da mudança de comportamento, atitude, valores do jovem. Geralmente o que ocorre é o que o jovem quer que o seu jeito seja aceito de uma forma impositiva: “vocês tem que me aceitar”! Não que isso seja errado, no entanto, não é uma forma que funciona em sociedade. A pessoa precisa, então, aprender a ser responsável – primeira tarefa do adultecer – que neste caso significa aprender formas de encarar a situação para conquistar o que se deseja: o respeito. Além disso o processo envolve aceitar a família como ela é e reconhecer que – muitas vezes – o que existem são, simplesmente diferenças entre o novo adulto e os pais e que negociar um meio termo até que o novo adulto possa se manter sozinho faz toda a diferença – isso, obviamente, envolve ouvir, negociar, entender o lado da outra pessoa se colocar no lugar dela, habilidades tão necessárias no mundo de hoje.

Estes dois processos são básicos, existem outros obviamente, mas estes tem sido os que mais tem ajudado os meus clientes a adultecer de forma saudável. Aguardo ansioso por comentários sobre outros temas importantes!

Abraço

Visite também o nosso site: http://www.akimneto.com.br

P.S: no próximo sairá a segunda parte: o trabalho dos pais.

There are no comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: