“Flow”

– Hoje eu acordei e me senti diferente. Ontem eu havia acordado e tido um sonho no qual alguém me dizia: “calma, você está no caminho certo!”. Daí percebi que eu estava mais calmo ontem sabe?

– Sim, perfeito.

– E hoje quando eu acordei senti que eu não estava pensando muito na vida como eu sempre faço, estava mais concentrado no que eu estava fazendo. As coisas pareciam mais simples, sabe quando você tem aquela sensação de que o tempo para?

– Sim, é uma sensação muito boa não é?

– É sim, eu tive isso o dia todo e agora percebo que estou simplesmente concentrado, não estou fazendo força entende?

– Sim, entendo sim. Você tem feito um trabalho no sentido de se dedicar mais ao que realmente importa à você não tem?

– É, a minha terapia se resume nisso: “isso é importante para mim?”

– Muito bem colocado! Aí você tem me descrito que ao longo das semanas e meses a sua atenção tem se voltado para o que você tem feito e para os resultados que você tem atingido.

– É.

– E também me diz que tem se sentido mais confiante em relação ao que você tem feito, à você  mesmo enquanto pessoa não é?

– Pois é, é bem isso.

– Então, parabéns. Essa sensação é parte dos resultados que você vem colhendo. Você consegue estar mais relaxado, porém atento, alerta e as coisas parecem mais simples para você porque são as importantes e você está 100% ligado nelas. Cansado, mas feliz.

– Sim, é bem isso mesmo.

– Perfeito, você já ouviu falar de “estado de ‘flow'”?

– Não, o que é isso?

Martin Seligman em seu livro “Felicidade Autêntica” fala sobre a pesquisa de Mihaly Csikszentmihalyi sobre o que fez com que alguns de seus compatriotas, frente à destruição causada pela guerra, sucumbissem à depressão e angústia enquanto outros mantinham leveza e alegria. Suas pesquisas o levaram ao conceito de “flow” que tem a ver com uma gratificação profunda pelo que se está fazendo ou vivendo.

Algumas das características principais do estado de Flow são: uma tarefa desafiadora e que exige habilidade, existe concentração, objetivos são claros, feedback é imediato, o envolvimento é intenso e natural, existe um senso de controle, a consciência do “eu” desaparece e o tempo “para”. Um adendo importante: não existe emoção positiva em estado de flow. Segundo a pesquisa, emoção e consciência estão lá para corrigir a trajetória, quando o que você faz está perfeito, não há necessidade delas.

Em terapia quando as pessoas começam a se alinhar frente aos seus desejos mais profundos, comprometer-se com suas necessidades e desejos frequentemente começamos a ouvir este tipo de relato no qual a ansiedade cede lugar à uma calma controlada, o fazer se torna mais importante que as preocupações e existe uma gratidão frente ao que a pessoa já possui e ao que já está fazendo. Resultado de um processo no qual o crescimento pessoal continua, porém de uma forma diferente em que se cobrar cede lugar ao se envolver consigo.

Para mais informações leia o livro “Felicidade Autêntica” de Martin Seligman e/ou a atualização de sua pesquisa; “Florescer”.

Abraço

Visite nosso site: http://www.akimneto.com.br

There are no comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: