Auto-Confiança

– Mas eu tenho que acreditar em mim não tenho?

– Não sei, o que você acha?

– Claro, se eu não confiar em mim não vai dar nada certo. Já se eu confiar tem tudo para ser ótimo!

– Você já teve experiências nas quais estava “confiante em você” e nada deu certo do mesmo jeito.

– Sim… já tive… algumas até.

– Então… no que, especificamente, você tem que confiar para se dar bem nessa situação?

Nenhum ser humano sabe tudo, consegue tudo, pode tudo. Todos temos limites.

Confiar, ter segurança é saber o que está fazendo.

Daí que “acreditar em si” é algo muito vago e ilusório. Você pode ter a sensação de ser onipotente, de poder tudo, mas o fato é que você não é assim.

Quando dizemos auto-confiança queremos dizer confiança no nosso processo de aprendizagem. Esse sim pode estar com a gente tanto no momento em que sabemos fazer algo quanto nos momentos em que não sabemos.

A verdadeira auto-confiança tem a ver com confiar no processo de raciocínio que criamos para aprender sobre situações e superá-las.

“Eu confio na minha habilidade para aprender, mesmo que eu não saiba” é diferente de “pode mandar que eu do conta”.

There are no comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: